Tratamento de sementes garante maior produtividade

syngentafoto2.1


A quantidade de pragas nas lavouras aumenta cada vez mais devido à instabilidade climática do Brasil. Para garantir uma boa produtividade, é preciso investir no controle de pragas, principalmente aquelas que comprometem as fases iniciais da cultura.

As pragas que mais se destacam nesse período de vida da soja são a lagarta elasmo, a lagarta rosca, a cosmióide, a eridania, o percevejo e a mosca-branca, segundo Gustavo Dalla Costa, técnico de vendas da Syngenta.

O tratamento de sementes industrial surge como alternativa no controle de pragas, pois garante um maior número de plantas vivas por metro quadrado. Só o Brasil movimenta US$ 700 milhões no mercado de tratamento de sementes. Por isso, com a tecnologia empregada na semente industrialmente, o produtor faz uma espécie de seguro da sua plantação.

Atualmente no Brasil são produzidas em média 60 sacas de soja por hectare, podendo alcançar mais de 80 quando é utilizado o TSI. Hoje, a maior parte das sementes de milho, soja e algodão já recebem algum tipo de tratamento.

Produtos relacionados