Algodão: saber explorar as cultivares aumenta produtividade e renda

algodao2

O algodão brasileiro sofreu com o clima seco na safra 2015/2016. O veranico que afetou os maiores estados produtores da cultura acabou interferindo no potencial produtivo das lavouras.

“Nós tivemos um problema climático que ocorreu de uma forma mais intensa na Bahia e aqui no Mato Grosso. Também estamos tendo o efeito da seca, porém com menor intensidade. Aliado a este momento, em que o sistema financeiro está muito mais rigoroso com a questão de crédito, que está mais seletivo, isso tudo pode trazer problemas para aqueles produtores que tiveram menos sucesso e estão com contas com problema”, comenta Fernando Pimentel, diretor da Agro Security.

Mas o que o produtor pode fazer para evitar ser atingido pelos efeitos de problemas como esse?

No dia de campo da Girassol Agrícola, em Pedra Preta (MT), técnicos, especialistas e agricultores discutiram o tema “Como explorar o potencial produtivo de cultivares de algodão?”. Tecnologias aplicadas, produtividade e técnicas de manejo foram alguns dos tópicos abordados. Foi repassado para os participantes do encontro que, além das variedades, as boas práticas de manejo são muito importantes para garantir uma boa produtividade.

“A palavra de ordem, numa situação dessas, é fazer exatamente o que a cultura realmente exige no momento correto. Estabelecer rotinas e melhorar algumas atividades para potencializar outros insumos”, afirma Ederaldo Chiavegato, professor da ESALQ/USP.

Cerca de 300 produtores, técnicos e interessados acompanharam o dia de campo da Girassol Agrícola, com palestras de especialista em variedades, fisiologistas e fitotecnistas.

Saiba mais sobre o que foi compartilhado nesse dia de campo pelo Facebook da Girassol Agrícola.