Nova arma contra a ferrugem asiática é lançada no Brasil

basf2

Produtor já pode contar com a ajuda do novo fungicida da BASF para manejo de resistência

Uma previsão alarmante feita pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) aponta que até 2025, caso não aconteça um manejo adequado, as perdas causadas pela ferrugem asiática podem chegar a 30% da produção total brasileira de soja.
Somente na safra 2015/2016, a plataforma de monitoramento da doença – conhecida como Consórcio Antiferrugem – identificou 460 focos de ferrugem asiática no país. Diante disso e da previsão do clima, muitos produtores já estão se preparando para evitar que o patógeno interfira de forma negativa na nova safra da oleaginosa, que se inicia a partir de setembro.
Atenta a esse problema, a BASF desenvolveu e lançou um novo fungicida de alta eficiência no controle da ferrugem asiática e de outras importantes doenças da soja, o Ativum™EC. Muito versátil e efetivo nas diferentes fases da cultura da oleaginosa, o produto contribui para uma produção mais sustentável do cultivo, afirma o gerente de marketing da BASF para a Cultura da Soja no Brasil, Elias Guidini.
“Em áreas demonstrativas, com a utilização do fungicida na safra 2015/2016, combinado a outros produtos, o resultado foi uma produtividade média de 61 sacas por hectare, 3 sacas a mais, na comparação entre as áreas padrão utilizadas”, comemora Guidini.
O executivo destaca ainda que esse novo fungicida foliar possui tripla ação, oferecida por meio dos ingredientes ativos pertencentes ao grupo químico das carboxamidas, estrobilurinas e triazóis, que juntos combatem as principais doenças da soja e auxiliam no manejo de resistência dos fungos.
“O fungicida é também recomendado para o controle da ferrugem tropical no milho, mancha amarela e ferrugem da folha no trigo, entre outras culturas de importância agrícola”, diz Guidini. Saiba mais no site do Ativum™EC.

basf1

basf3

Uso exclusivamente agrícola. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Registro MAPA: Ativum™EC nº 5916